sábado, 25 de junho de 2011

Indice glicêmico... para manter a saúde e a boa forma!

Ouvir falar nesse Índice Glicêmico já não é nenhuma novidade, mas saber o que é, a maioria das pessoas não sabe, apenas tem a idéia de que seja algo ligado a dietas, principalmente de diabéticos. Não é uma idéia totalmente errada não, pois para o controle da glicemia são indicados estes alimentos que tem um Baixo IG (Indice Glicêmico).

O IG foi elaborado para auxiliar na seleção de alimentos, e não passa de uma comparação do nível de glicose sanguínea obtida em um alimento qualquer comparado com um alimento controle (pão branco ou glicose normalmente). Ou seja, a recomendação para o uso do IG, baseia-se, basicamente, na substituição de alimentos de alto por baixo IG ao longo do dia.

Mas este índice também pode ser importante para aqueles que estão querendo fazer uma manutenção ou até obter a perda de peso, pois estes alimentos, costumam dar uma maior saciedade, e auxiliam na redução da compulsão alimentar.

Isso acontece por que:
- o corpo não consegue nem absorver e digerir os carboidratos numa mesma velocidade;
- por que o IG se baseia na capacidade de digestão do organismo ao ingerirmos um carboidrato, e este em elevar a glicose sanguínea após esta refeição;
-a presença de fibra solúveis, o nível do processamento do alimento, a interação com outros alimentos, ricos em gorduras ou proteínas, também influencia neste mecanismo.



ALTO IG
MEDIO IG
BAIXO IG
Bebidas com glicose
Arroz Basmati e Integral
Aveia
Paes brancos
Abacaxi
Macarrao
Arroz branco
Beterraba
Feijoes
Pure de batata
Cenoura
Graos
Melao
Pao Sirio
Nozes e Sementes

Panquecas
Maça


Leite/ Iogurte


Alimentos a base de soja
Fonte: FOSTER,2009

Exemplo de Cardápio com Baixo IG
Café da Manhã
Cereal Integral/ Leite semidesnatado/ maça
Lanche da Manhã
Iogurte Natural/ Morangos
Almoço
Peito de Frango Grelhado/Batata com Casca/ Abobora/ Legumes Cozidos
Lanche da Tarde
Mix de Frutas Secas
Jantar
Filé grelhado com legumes
Ceia
Biscoito de aveia e suco de soja
A nutricionista Fabiane Vieira, que cedeu esta tabela e exemplo de dieta, ainda lembra, que esta quantidades são adequadas a necessidade de cada paciente. Sendo assim esta é apenas uma orientação que não substitui a consulta nutricional e ao endocrinologista.
No site da Sociedade Brasileira de Diabetes você pode ter mais informações e o IG de mais alguns alimentos> http://www.diabetes.org.br/indice-glicemico
Colaboração: Nutricionista Fabiane Viera (CRN3 29880) @nutrifabivieira                                

domingo, 19 de junho de 2011

Não apenas Terapia Alternativa, mas também Complementar

Quando houves falar em acupuntura, auriculoterapia, fitoterápicos, florais, shiatsu, quiropraxia.... pensa que estão falando de medicinas alternativas, correto? Engana-se. Este termo não está errado, mas existe outro que creio que define melhor: TERAPIA COMPLEMENTAR.

O termo terapia alternativa serve mais para a PREVENÇÃO de doenças, problemas ou dores agudas que ainda não estão instalados, não estão crônicos, no qual qualquer uma dessas técnicas podem ser usadas exclusivamente, sem o uso de alopatias.

Já quando falamos em Terapia Complementar, é quando o paciente está em tratamento médico, fazendo uso de uma medicação, seguindo uma orientação médica, mas o mesmo não está tendo a melhor resposta, ou quer resultados mais rápidos. E esse ponto creio que seja muito importante, porque estas técnicas complementares, trabalham o paciente como um todo, encontrando muitas vezes a causa para o problema como sendo emocional. Ou seja, não trata só o sintoma, como a maioria das medicações usuais faz, trata a causa, a origem da doença, da dor.

Sempre ressalto aos meus pacientes: NÃO ABANDONAR A MEDICAÇÃO INDICADA PELO MÉDICO, e seguir visitando na periodicidade recomendada o mesmo. Pois mesmo que ele esteja se sentindo extremamente bem com o tratamento chinês, o corte de certas medicações de forma desorientada, abrupta, pode causar efeitos colaterais indesejáveis e sérios, como no caso dos antiansiolíticos.

De acordo com o Journal of American Medical Association, nos Estados Unidos, mais de um terço da população faz uso de terapia convencional e complementar simultaneamente.

Casos que esta integração vem sendo usada com muito sucesso:
- Tratamento Quimioterápico: a química trata o câncer e para minimizar os efeitos pacientes recebem acupuntura para reduzir os enjôos, as dores e a agitação mental.

-Aliviar cólicas, TPM e Menopausa: a indicação pelo ginecologista de tratamento com anticoncepcionais e/ ou medicações mais indicadas para estes sintomas, conforme a necessidade hormonal da paciente, e o uso de acupuntura para reduzir as dores, nervosismo e ansiedade, florais para suprir a agitação mental, alimentação e fitoestrógenos que ajudam no equilíbrio hormonal.

-Sinusites/ Rinites: A idéia é ao longo do tratamento, o paciente reduzir, até o ponto de não necessitar mais fazer o uso de antialérgicos.

-Dores na Coluna: o paciente tem que passar por um ortopedista ou fisiatra para na avaliação radiológico ter certeza do que se trata esta dor.

- Ainda: Obesidade, Enxaqueca, Doenças Reumatológicas, Problemas Circulatórios, Acne, Desordens gastrointestinais, Seqüelas de AVC...






quinta-feira, 9 de junho de 2011

Auriculoterapia: pontinhos que fazem a diferença!

Nome complicado para uma técnica bastante simples, principalmente para o paciente. 
Você já deve ter visto alguém com pontinhos na orelha, não? Então, é assim que funciona este tratamento. São pontinhos específicos estimulados na orelha, através de sementinhas de mostarda, esferas de cristal, ouro ou prata, e até mesmo microagulhas, que ali permanecem por uma semana e que devem ser pressionadas diariamente.É uma modalidade da reflexologia, na qual um ponto pressionado na orelha, atinge um órgão ou região do corpo.

Não utilizada apenas na China, bem pelo contrária , é muito utilizada e estudada por alemães e principalmente franceses. Estes últimos inclusive desenvolveram técnicas utilizando a estimulação por laser.

Sua eficácia é comprovada no tratamento de dores, ansiedade, obesidade e distúrbios gastrointestinais. E estes resultados já podem ser observados na primeira semana de tratamento. 

A observação da orelha também serve para diagnóstico e para o que chamamos de fechamento de padrão na Medicina Tradicional Chinesa.

Importante: semanalmente as sementinhas ou agulhas devem ser trocadas e para uma tratamento ser bem feito, o ideal é a realização de pelo menos 10 aplicações.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Você sabe o que é acupuntura?

Ouviu falar em acupuntura e lembrou logo das agulinhas, certo? Bem, a técnica mais tradicional utiliza sim agulhas, tão finas quanto um fio de cabelo. Mas para estimular os pontinhos também podem ser utilizados magnetos ou Stipper (pastilhas de silício), a pressão dos dedos, ou ainda um eletroestimulador magnético.

Este tratamento serve para diversas doenças e na sessão o paciente é tratado por completo, pois a técnica consiste em reequilibrar o organismo:
  • dores de coluna em geral, hérnias de disco, reumatismo, dores no joelho e articulações;
  • problemas circulatórios, varizes, retenção de líquidos;
  • obesidade;
  • problemas genitoutinários;
  • TPM, ansiedade, depressão;
  • Distúrbios do sono;
  • Enxaqueca e dores de cabeça;A técnica de acupuntura consiste em estimular pontos específicos no corpo (para cada patologia) afim de reequilibrar os canais de energia, os meridianos, e reestabelecer o equilíbrio entre o Yin e o Yang.
A acupuntura é também um método complementar para uma diversidade de doenças como a perda de audição. de visão, tonturas, falta de memória, prisão de ventre, dores do estômago.

Quer entender melhor?


Falando mais fisiologicamente, a estimulação alcançada pela inserção da agulha, ao chegar na musculatura, atinge uma terminação nervosa que estimulará um impulso nervoso em direção ao cérebro, e que repercurte na medula espinhal. Da medula chegam sinais a nossa massa cinzenta, que liberará neurotransmissores como serotonina, dopamina, betaendorfinas, que tem efeitos analgésicos, relaxantes, e antiinflamatórios. Essa sensação já pode ser sentida na hora e permanece por um período relativamente longo de tempo , variando de paciente para paciente.




Recentemente, a OMS publicou um  documento sobre a acupuntura que detalha os benefícios que esta terapia, e outras como a moxabustao, eletroacupuntura, ventosaterapia, magnetoterapia, exercem sobre uma diversidade de patologias e comparando estes tipos de tratamentos aos tratamentos usuais. Esta foi uma longa pesquisa científica que avaliou 147 doenças.

A primeira sessão dura em média uma hora, e as demais levam cerca de 30 minutos, podendo levar mais tempo em alguns casos. O ideal é fazer um mínimo de 10 sessões, no mínimo uma vez por semana.

sábado, 4 de junho de 2011

Doenças sem diagnóstico! Será?

http://www.portaluniversidade.com.br/noticias-ler/acupuntura-pode-ajudar-no-tratamento-de-doencas-sem-diagnostico/2475


Lendo esta reportagem me lembrei do caso de uma paciente que tratei há cerca de dois anos atrás. A queixa dela eram fortes dores no estômago, e enjôos intercalados com crises de cólicas intestinais. A mesma já havia passado por dois médicos, e nada explicava seu problema, até que ela me procurou.
 
Os demais sintomas, histórico, observação da língua e percepção do pulso, indicavam para uma debilidade no fígado - porém as provas hepáticas da mesma se encontravam normais, bem como a ecografia abdominal.
 
Insisti em tratar o fígado com acupuntura, e convenci ela a procurar mais uma opnião médica, que partiu para exames imunológicos e ... BINGO! A paciente sofria de Cirrose Biliar Primária http://www.institutodofigado.com/site/index.php?option=com_content&view=article&id=61&Itemid=65
 
E obviamente, por se tratar de uma pessoa extremamente nervosa, os sintomas e a angústia de não saber do que estava sofrendo pioravam os sintomas.
 
Com a associação do tratamento indicado pelo gastroenterologista e a acupuntura, em um mês a paciente já se sentia muito melhor!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Acupuntura na Depressão

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&newsID=a3326702.xml&channel=13&tipo=1&section=Geral

O link acima é de uma reportagem que saiu no Jornal Zero Hora no dia 30 de maio de 2011.

Como é possível ver a acupuntura, tem excelentes resultados no tratamento da depressão, sendo uma excelente alternativa e complemento ao uso de outros medicamentos.

Além da inserção das agulinhas, o paciente que tiver aversão ou fobia a estas, pode ser tratado com a moxabustão e com a auriculoterapia.

O esquema de tratamento é o mesmo, lembrando que o mínimo de sessões que devem ser realizadas são 10. Pois a acupuntura tem como principio reequilibrar o organismo, ou seja vai agir na causa da depressão.

Outra alternativa é o uso de Florais de Bach, cujo princípio para qualquer doença é trabalhar a saúde mental.